Header Ads

Ministério Publico está na mira do superfaturamento do show de Anitta no Festival de Parintins

(Foto: Divulgação)
O Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM), através da 2ª Promotoria de Justiça de Parintins, instaurou o Procedimento Preparatório n.º 004/2019 para apurar a regularidade na contratação da cantora Anitta para a Festa dos Visitantes 2019, programada para o dia 27 de junho (quinta-feira), evento que recepciona os turistas que chegam a Parintins para o Festival Folclórico, que acontece de 28 a 30 deste mês. A investigação sobre o show foi instaurada no dia 18 de junho, mas o MPAM já acompanha a preparação do Festival desde maio.



Segundo apuração preliminar do MPAM, a Prefeitura pagará R$ 500 mil de cachê à cantora Anitta, embora o valor médio do cachê da artista seja de R$ 200 mil. A grande diferença entre o cachê usual e o da festa parintinense levou o MPAM a investigar o caso. O valor divulgado se mostra desproporcional às finanças do município, pois, por exemplo, supera a arrecadação mensal do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE Parintins), segundo divulgação na Audiência Pública realizada sobre o tema recentemente.



“A Prefeitura gastará em uma noite um valor superior ao cachê que a cantora recebe, valor que poderia ser utilizado, por exemplo, para resolver o problema de contaminação da água em Parintins”, argumentou a Promotora de Justiça Lilian Nara Pinheiro de Almeida, titular da 2ª PJ de Parintins.

Segundo apurado pelo MPAM, no ano de 2018, o mesmo local da realização do evento atual foi cedido à Prefeitura para a Festa dos Visitantes no ano de 2018, e, em contrapartida à cessão, foram realizadas obras de infraestrutura. O terreno é de propriedade particular.



No mesmo procedimento, o MPAM investigará a destinação das obras após o encerramento da festa e a legalidade na contratação do local e da infraestrutura utilizada para a realização da festa. Para mais informações curta nossa fan page.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.