Header Ads

Biscoiteiro Pedro Brasiliano humilha seguidores que lhe criticam ''Preta fedorenta''.

(Foto: divulgação)
Hoje o Mixturando trás um verdadeiro dossiê de um jovem que ficou conhecido como ''O Biscoiteiro mais odiado do twitter''. Trata-se de Pedro Brasiliano que usa principalmente seu perfil no twitter para colocar frases prontas e mostrar fotos em lugar de primeira classe ou fotos de cueca. Até ai, ''tudo bem'' já que isso é bem comum nas redes. Porém se você ousar criticar uma das suas fotos ou frases, você receberá a ira de Pedro, que inclusive tem um outro apelido também.  Pedro Bauducco.


O caso de hoje trata-se de um crime, o racismo. Pedro costuma humilhar seguidores que falem mal dele de alguma forma e bloqueia em seguida. Na noite de ontem, Pedro discutiu com um seguidor. O usuário havia comentado um tweet no qual mencionavam.


 Esse seguidor respondeu ''Pedro já me mandou nudes no insta e não tem nada demais e nem é bonito, tanto a bunda como o peru'' Revoltado, Pedro respondeu ''Teu c* menino nem sei quem é vc! Tu é feio nunca nem te vi viado de 100 seguidores''. Porém Pedro mentiu como mostra esse print.

(Foto: reprodução)
Após esse fato, diversos seguidores passaram a mostrar tweets onde Pedro Bauducco tentava humilhar outras pessoas, seja pelo número de seguidores, seja pela aparência. Caso você queria fazer uma pesquisa, basta colocar ''Pedro Brasiliano'' no twitter.
(Reprodução: Twitter)
Um seguidor do Mixturando, entrou em contato com nossa redação para mostrar uma conversa que teve com Pedro Brasiliano pelo whatsapp, essa pessoa era membro do grupo ''A Casa do Pedro'' que o mesmo criou para interagir com seguidores. Na conversa o jovem questiona o porque de ter sido bloqueado no twitter e Pedro responde: ''Preta Fedorenta''.
(Reprodução: whatsapp)
A pessoa ofendida pediu para não ser identificada, mas confirmou que nesta segunda-feira 18, irá registrar um boletim de ocorrência pelo crime de racismo. Procuramos Pedro Brasiliano para comentar o assunto, porém ele bloqueou nosso contato. Vamos continuar acompanhando o caso.
(Reprodução: Twitter)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.